você está em » Soluções » Processo de Compostagem
A Compostagem é resultado de um sistema biológico controlado, que tem como objetivo transformar materiais orgânicos abundantes na agroindústria, como torta de filtro rotativo, cinzas de caldeira e dos retentores de fuligem, em um fertilizante Orgânico nobre.
Neste processo alternativo, estima-se uma redução na emissão de gases de efeito estufa, promovendo maiores ganhos em créditos de carbono e ao meio ambiente.

OBJETIVO: Promover uma compostagem biotecnológica, utilizada para obter mais rapidamente e em melhores condições a estabilização da matéria orgânica, com propriedades e características físicas, químicas e biológicas completamente diferentes do material de origem. Complementa este processo o aditivo biológico que tem a função de solubilizar fosfatos naturais de rocha.

ETAPAS DO PROCESSO

1 - ESCOLHA DA ÁREA, DIMENSIONAMENTO, CONFECÇÃO E CONDUÇÃO NO PÁTIO

A área deve ser próxima a usina, possuir proteção contra entrada de águas pluviais externas , assim como terraços e caixas para a retenção das águas pluviais do pátio, compactação compatível com a atividade e em conformidade com o órgão licenciador, possuir um distanciamento seguro de áreas de proteção permanentes ( APPs) e de áreas urbanas. Deve possuir infra estrutura que atenda as necessidades dos profissionais envolvidos (NR 31).
Os locais onde as leiras serão formadas devem se demarcadas e identificadas para uma melhor condução e gerenciamento do processo.

 

2 - FORMAÇÃO DE LEIRAS

Na formação das leiras, primeiramente é depositada a torta de filtro, na proporção e peso por metro linear adequados. A cada duas leiras de torta é depositada a cinza, já com o volume calculado para completar as duas leiras laterais e em seguida distribuído com auxilio de uma pá carregadeira. Após a montagem das leiras é feito o primeiro revolvimento. A adição da rocha fosfática é feita por carreta aplicadora com esteira elevatória, que deposita a rocha no topo das leiras, finalizando com a homogeneização do material com o compostador.

 

3 - PREPARO E APLICAÇÃO DO ADITIVO

Essa etapa é realizada em um tanque de aeração, onde será feito o preparo do aditivo, formado por torta de filtro, Rocha Fosfática e oaditivo biológico dissolvidos em água no tanque. Essa mistura permanece aerando por um período determinado. O material é retirado do tanque, aplicado no topo das leiras e posteriormente incorporado com compostador.

 

4 - ACOMPANHAMENTO DO PROCESSO E CONTROLE DE QUALIDADE


O acompanhamento é feito durante todo o processo. As análises de umidade e temperatura são feitas periodicamente, determinando o intervalo de revolvimento do material até sua completa estabilização, indicada pela temperatura do material e por análises laboratoriais agronômicas.

 

 

5 - ENRIQUECIMENTO DO COMPOSTO

 

Após a estabilização do composto, podemos incorporar macro e micronutrientes para atender todas as necessidades nutricionais da cultura, seguindo a orientação do departamento agronômico.

 

 

6 - CARREGAMENTO E APLICAÇÃO DO COMPOSTO NA LAVOURA

Concluído o processo de compostagem no pátio, o composto é carregado e transportado até as áreas onde serão aplicadas as dosagens recomendadas. As aplicações podem ser feitas na linha , no sulco e a lanço.

 

7 - PRODUÇÃO DO FERTILIZANTE ORGANOMINERAL

Para a produção do fertilizante organomineral, o composto é levado para a fábrica, onde será formulado. Esse processo consiste em adicionar ao composto matérias primas para chegarmos às formulações desejadas, podendo ser granulado, peletizado ou farelado.
O fertilizante formulado é destinado para a fertilização de plantio e de soqueira, substituindo integralmente os fertilizantes minerais.

 
 
 
Copyright © Baraúna Comércio e Indústria Ltda. Todos os direitos reservados.
Rodovia Chafik Saab, km 1,6 | Caixa Postal 15 | CEP 15800-970 | Catanduva-SP